Planos de Saude Todos AquiFale com um consultor

United Health compra Amil em acordo de R$10 bi

A norte-americana UnitedHealth selou sua entrada no Brasil ao fechar a compra da Amil Participações, atribuindo um valor de cerca de 11 bilhões de reais à empresa e apostando na expansão do mercado brasileiro de saúde suplementar.

"Para nós, o potencial parece ser o mesmo que o mercado dos Estados Unidos tinha 20 anos atrás ou mais", afirmou nesta segunda-feira o presidente da UnitedHealth, Stephen J. Hemsley, mencionando a ascensão da classe média e políticas de estímulo ao setor de saúde no Brasil.

A maior companhia de planos de saúde dos EUA vai pagar 30,75 reais por ação Amil, um prêmio de 21,5 por cento sobre o preço de fechamento do papel na Bovespa na última sexta-feira.

A UnitedHealth desembolsará 6,5 bilhões de reais por quase 60 por cento da Amil nas mãos dos controladores e até 3,4 bilhões de reais por outros 30 por cento da companhia que estão com acionistas minoritários na Bovespa.

O negócio acontece no momento em que investidores estrangeiros, de maneira geral, mostram cautela com o Brasil, diante do aperto em setores regulados por agências federais, incluindo energia elétrica, telecomunicações e saúde.

Na semana passada, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu por três meses a venda de 301 planos de saúde, administrados por 38 operadoras. Segundo a agência, as operadoras descumpriram prazos máximos de atendimento para consultas, exames e cirurgias.

Nos EUA, enquanto isso, as provedoras de planos de saúde estão sob pressão, com o governo de Barack Obama controlando os reembolsos por seus programas Medicaid e Medicare para pobres e idosos, e à medida em que cresce a competição por planos de saúde corporativos.

Com a Amil, a UnitedHealth amplia sua presença em mercados internacionais. A empresa já iniciou operações ou fechou alianças na Austrália, no Oriente Médio e no Reino Unido nos últimos dois anos. REUTERS