Planos de Saude Todos AquiFale com um consultor

Planos de saúde podem ter diferença de até 100% nas mensalidades

O valor da mensalidade de um plano de saúde pode variar até 100% na comparação entre os contratos de assistência mais básicos oferecidos pelas operadoras. A diferença foi encontrada numa pesquisa feita pelo EXTRA, que confrontou os preços para a faixa etária mais jovem (até 18 anos). Enquanto a Amil cobra R$ 210,83 mensais pelo plano básico, com abrangência estadual e internação em quarto coletivo, a mensalidade da Assim é de R$ 105,11 pelo mesmo tipo de assistência.
Os dois planos comparados não têm coparticipação. Quem opta por essa modalidade de assistência paga uma mensalidade menor, mas tem que dividir com a operadora o valor de consultas e exames, quando precisa usá-los.
Ao escolher um plano, o consumidor deve observar a abrangência da cobertura. Alguns planos prestam atendimento apenas no Grande Rio. Outros, em todo o estado. Também há a opção de rede credenciada em todo o país, mais cara.
O eletricista Edson Moreira de Lacerda, de 50 anos, se viu obrigado a deixar o plano de saúde:
— Um plano bom de verdade é muito caro. O meu custava R$ 548 na Amil, até alguns anos atrás. Ficou muito caro, então tive que deixar de pagar. Agora, estou refém do serviço público, gasto dinheiro e tempo atrás de lugares com médicos e bom atendimento — lamentou.

fonte extra