Planos de Saude Todos AquiFale com um consultor

Como escolher um plano de saúde: dicas

Ter um plano de saúde é muito bom. A não contratação de um plano implica no risco de ter que enfrentar filas e o atendimento ruim do serviço público ou ter que desembolsar uma alta quantia devido aos custos dos hospitais particulares. Permanecer segurado ao longo da vida significa ter gastos cada vez maiores, já que o valor cobrado de pessoas mais velhas é bem maior. Saiba mais sobre o assunto e veja como escolher um plano de saúde.
O valor da contratação dos serviços particulares de saúde aumenta o risco de não contratar um plano. Por isso, alguns pontos devem ser observados com muita paciência para que o seguro de saúde não prejudique sua renda mensal ou deixe você na mão quando precisar dos serviços.
O plano de saúde pode oferecer muitos benefícios para os indivíduos, já que garante a qualidade do atendimento e oferece mais comodidade ao cliente. Além disso, os gastos são reduzidos nos casos de emergência e devido a cobertura de serviços como exames e outros.
DICAS DE COMO ESCOLHER UM PLANO DE SAÚDE
1. Prefira os planos coletivos: algumas empresas oferecem aos seus colaboradores seguro corporativo, que pode ser uma ótima alternativa para economizar ao invés de arriscar a pagar um preço alto para contratar um seguro individual. Algumas empresas oferecem aos colaboradores seguro de saúde corporativo, que pode ser uma ótima opção para economizar ao invés de pagar caro em um seguro individual. Além disso, os planos coletivos são sempre mais baratos que os individuais.
2. Analise a qualidade da rede: veja qual a distribuição da rede e o tamanho da cobertura oferecida pela mesma. Esses são alguns dos questionamentos que devem ser feitos pelo segurado antes da contratação do plano. Dessa forma, é possível evitar problemas desagradáveis ao necessitar dos serviços médicos hospitalares e ter os pedidos negados já que o seguro não cobre.
3. Avalie a burocracia dos serviços prestados: outro ponto muito importante é o nível de burocracia que o plano exige do momento de fazer uso dos seus serviços. Por isso, é essencial analisar as facilidades e dificuldades oferecidas pelo seguro. É comum que o plano exija que o segurado seja autorizado para fazer alguns procedimentos. A dica é que o consumidor fique atento para esse ponto e saiba o tipo certo de autorização que deve ser solicitada.
4. Veja o conceito da operadora: o cliente deve consultar no site da Agencia Nacional de Saúde Suplementar, as atividades feitas pelas operadoras de saúde e qual índice de desenvolvimento a mesma apresenta. A Agência classifica as empresas de acordo com a satisfação dos consumidores em relação aos serviços prestados, estrutura, situação econômico-financeira e atenção à saúde.
5. Fique atento para a cobertura obrigatória: as operadoras são obrigadas pela lei a oferece alguns tipos de coberturas. O plano ambulatório-hospitalar é um item obrigatório em todos os contratos de cobertura.
fonte: mundo das tribos