Planos de Saude Todos AquiFale com um consultor

Planos de saúde com problemas podem deixar 4 milhões na mão

Reclamações por parte de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) são comuns em toda parte do país, entre elas dificuldade em conseguir consulta e exames em tempo hábil. Esses fatores têm colaborado para que muitas pessoas recorram ao convênio médico para não ficar na dependência de atendimento pelo sistema.
Conforme dados da Agência Nacional de Saúde (ANS), reguladora dos planos de saúde, no mês de dezembro de 2010 foram computados 45,6 milhões de beneficiários de planos de assistência médica, representando crescimento de 8,7% em relação ao mesmo mês do ano passado. É o maior crescimento anual observado desde 2000.
Superintendente de empresa de planos de saúde, Paulo Augusto Bôscolo afirma que, atualmente, conta com aproximadamente 25 mil beneficiários, registrando crescimento de 40% nesse número somente em 2010.
Outro que também percebe aumento na procura pelos convênios é o supervisor de marketing de empresa do segmento, Diego de Moraes Batista. Para ele, esse crescimento é motivado pela demora no atendimento pelo SUS e por muitas pessoas que têm migrado de outros convênios.
Atualmente, várias empresas têm oferecido planos que caibam no bolso do trabalhador, sejam eles individuais ou familiares. Bôscolo afirma que, para pessoas de até 18 anos, os preços para convênios ficam em torno de R$ 40 por mês, dependendo do tipo de acomodação, entre outros itens.
Além das consultas e internações, alguns planos de saúde também oferecem outros atrativos aos beneficiários, como clínicas e farmácias próprias, para atender a todos os perfis.