▪ simulador ▪ fale conosco

Governo estuda criação de planos de saúde populares

Preço da mensalidade é mais baixo, mas a cobertura é muito menor.

Mais de 1,5 milhão de brasileiros deixaram de pagar plano de saúde nos últimos 12 meses. Com o aumento do desemprego, o governo estuda agora a criação de planos populares. O preço da mensalidade é mais barato, mas a cobertura também é muito menor. Plano de saúde é importante para socorrer quando o paciente realmente precisa, quando está com algum problema de saúde sério. Os defensores dos planos populares dizem que é melhor do que nada, do que contar apenas com o sus.

A cobertura desses planos populares deve ficar abaixo do mínimo exigido pela agência nacional de saúde. Por isso, defensores de direitos do consumidor e também associações médicas já criticam a proposta.

A agência nacional de saúde suplementar, que fiscaliza os planos, disse que tomou conhecimento da formação do grupo de trabalho pelo diário oficial. E reiterou que tem autonomia técnica para regular o mercado de saúde suplementar.

Veja a nota da ans na íntegra:

A agência nacional de saúde suplementar (ans) informa que não tinha conhecimento prévio a respeito do grupo de trabalho, tendo tomado conhecimento nesta data por meio da publicação no diário oficial da união. A agência reitera sua autonomia técnica para regular o mercado de saúde suplementar, nos termos delimitados pelas leis 9.656/98 e 9.961/2000.

fonte: g1.com.br FONTE:G1 29/09/2016